7 comerciais exclusivos para a web que viralizaram em 2012

Gilette, Pepsi e McDonald's estão entre as marcas que apostaram em vídeos divulgados apenas na internet – e colheram visualizações astronômicas. 

As empresas nunca investiram tanto em vídeos exclusivos para a web, meio campeão no crescimento publicitário em 2012.
A lista de vantagens da aposta é generosa: possibilidade quase sem limites de espectadores via divulgação espontânea; investimento muito abaixo do necessário para ter o mesmo resultado na TV e a liberdade diante do formato de 30 segundos são alguns fatores. Há ainda o uso da internet como usina de testes, antes de ampliar as campanhas para outros meios.
 
Os comerciais a seguir conseguiram, para a alegria dos anunciantes, emplaca estratégias de marketing digital ousadas e extrair o melhor do meio com visualizações astronômicas e engajamento dos consumidores. Clique nas imagens para ver cada uma das peças.
 
Gilette – "Vai amarelar?"
A gilete partiu para cima da concorrência em campanha veiculada no Facebook da marca este ano. O vídeo mostra um consumidor escolhendo um barbeador (amarelo) no supermercado quando, repentinamente, o lutador Vitor Belfort rompe a gôndola. Num tom nada amigável, ele pergunta "Vai amarelar?" e logo ganha apoio de outros atletas do UFC, que surgem dos lugares mais improváveis. A peça da agência Áfica foi bem além dos 8 milhões de acessos projetados.
Pepsi – Uncle Drew
A marca de refrigerantes preparou um curta em formato de comercial que atingiu o coração dos fãs de basquete. Kyrie Irving, jogador profissional da NBA pelo Cleveland Cavaliers, sofreu uma transformação drástica para entrar no disfarce do "Tio Drew", um velhinho que substitui um dos jogadores que se machuca num jogo de rua e impressiona os atletas do bairro. Após o sucesso na rede, o documentário ganhou uma versão de 30 segundos para a TV.
McDonald's – “Behind the scenes at a McDonald's photo shoot”
A consumidora Isabel M., de Toronto, no Canadá, queria saber por que a comida da propaganda do McDonald’s fica diferente dos sanduíches nas lojas. No lugar de ignorar a pergunta publicada no site da empresa, a rede canadense elaborou um comercial em vídeo de três minutos abordando a questão. Hope Bagozzi, diretora de marketing da empresa no país, mostrou os bastidores de uma sessão de fotos dos produtos. Em uma semana no ar, a peça se tornou o segundo vídeo mais assistido da América do Norte.
Nokia – “Perdi Meu Amor na Balada”
Uma das grandes polêmicas do ano, a campanha da Nokia pensada para as redes sociais deu o que falar – não sem algum prejuízo para a empresa. Lançada em julho, o viral começou com um vídeo do paulistano Daniel Alcântara postado em seu próprio Facebook, pedindo ajuda para encontrar uma garota que conhecera na noite anterior. Reproduzido por milhares de pessoas, o vídeo foi assistido mais de 150 000 vezes em 24 horas. Uma semana depois, a revelação de que se tratava de uma campanha irritou parte do público e gerou até uma investigação no Conar. O caso foi arquivado.
Google – "Google Maps 8-bit"
O Google tem a fama de ser uma das empresas que melhor aproveitam o 1º de abril para criar piadas divertidas que brincam com seus produtos . Este ano, uma das pegadinhas foi o lançamento de uma versão 8-bit para o Google Maps, especialmente para o Nintendo Entertainment Systems.
O Google Maps 8-bit é fornecido em formato de cartucho e feito para ser encaixado no console do Nintendo. O usuário, então, pode escolher o destino e andar pelos caminhos com um "bonequinho". A companhia criou um vídeo, com legendas em português para explicar o desenvolvimento. A trilha sonora do filme é bem similar aos videogames da Nintendo.
Samsug – "Overly Attached Computer"
A fabricante coreana escalou um elemento típico da internet para o centro da sua campanha. Estrelada por uma web-celeb chamada Laina Walker, saída do Youtube direto para o panteão dos memes de 2012, após um vídeo em que encarna uma namorada  ultra ciumenta. O filme de novembro deste ano atingiu milhões de visualizações em apenas uma semana (fora a repercussão de vídeos que imitam ou comentam o caso).
O vídeo, criado em parceria com a Viral Factory, promove os gadgets com SSD (Solid-State Drive), responsável por melhores performances quando comparados ao bom e velho HDD (Hard Disk Drive).
Type – The Joy of Books
O fantástico stop motion feito pelos canadenses Sean Ohienkamp e Lisa Blonder Ohlenkamp promoveu a livraria Type, em Toronto.
No filme, os livros ganham vida depois que os funcionários da loja vão embora, dançando e desfilando poeticamente entre estantes e corredores. As gravações contaram com a ajuda de 28 voluntários. Em menos de uma semana, o filme foi assistido por 2,5 milhões de pessoas.
 
Fonte: exame.abril.com.br
Esta entrada foi publicada em Marketing, Mídia Online. Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.