Brasil acessa redes sociais pelo PC

A pesquisa Nielsen Global Survey Social Media, realizada pela Nielsen em sete países da América Latina, aponta que quatro a cada dez brasileiros conectados utilizam aparelhos celulares ou tablets para acessar as redes sociais, o que representa a média do padrão latino-americano. 

Em uso de mobile, o Brasil fica atrás da Venezuela (48%) e do Chile (45%). O device mais utilizado para acesso às redes sociais ainda é o computador (96%). Depois dos dispositivos móveis estão TV conectada (4%), console de videogames (3%) e players de música (1%).
 
Fenômeno cada vez mais percebido e utilizado pelas emissoras de televisão, a chamada “segunda tela” também se mostra presente em todos os países pesquisados. Utilizar as redes sociais enquanto se assiste à televisão é um hábito adotado por 52% dos latino-americanos pesquisados. Os países em que a segunda tela é mais frequente são Chile (58%), Brasil (56%), Colômbia (54%) e Venezuela (52%). Argentina (46%), México (47%) e Peru (49%) são as nações onde o hábito é menos frequente.
 
A influência das redes sociais no comportamento dos consumidores se revela de maneira diferente para cada uma das categorias. Na média latino-americana, a área de entretenimento é a que se mostra mais vulnerável, para os entrevistados. Ao todo, 31% da população dos sete países afirma que deve considerar muito, no próximo ano, informações compartilhadas nas redes sociais para fazer escolhas de entretenimento. O segundo setor mais citado é o de eletrônicos (29%), viagens e lazer (24%), bebidas e alimentos (23%) eletrodomésticos (22%).
 
As categorias de produtos menos expostas às resenhas e às opiniões compartilhadas por usuários nas redes sociais são joias e acessórios (8% dos entrevistados), serviços de encontros amorosos (9%), cuidados com bebês (10%), brinquedos (12%), serviços financeiros, automóveis e beleza e cosméticos (17%).
 
A pesquisa foi aplicada no Chile, Brasil, Colômbia, Venezuela, Peru, México e Argentina com amostra de 3.526 consumidores. Em cada um dos países o número de entrevistados variou por volta de 500. 

Fonte: meioemensagem.com.br
Esta entrada foi publicada em Geral e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.