Ferramenta Gibbon facilita aprendizado com playlists de conteúdo

Ser autodidata com a vastidão de informações da internet parece ser uma proposta promissora. Simples buscas no Google podem trazer um número sem fim de material para estudo, melhor ainda se considerarmos a possibilidade de colaboração via redes sociais. 

A proposta da startup holandesa Gibbon é otimizar esse processo, selecionando boas fontes e a promessa de um conteúdo muito mais assertivo. O conceito básico é transformar o aprendizado em uma série de playlists, que colecionam artigos, links, vídeos, imagens e o que mais houver de conteúdo na web em torno de um objetivo específico.
 
Existem já playlists para aprendizado de programação, como se tornar um fotógrafo melhor, tipografia, design de interfaces, política, desenvolvimento para iOS, entre outras. Cada usuário pode ser aluno ou professor, já que é permitida a criação de listas próprias para serem compartilhadas na comunidade.

Os itens de cada playlist são divididos em ordem didática, mas também por tempo. Dessa forma, você pode determinar quanto tempo tem disponível para estudar em um dia ou em uma semana, e o Gibbon automaticamente apresenta conteúdo para ser consumido nesse intervalo.
O modelo de negócio da startup envolve oferecer playlists pagas, com curadoria realizada por instituições certificadas, por exemplo, e os primeiros exemplos devem começar a aparecer já em janeiro e fevereiro.
 
Como todo autodidata, é preciso disciplina, mas a excelente proposta do Gibbon deve facilitar muito a vida de quem busca conteúdo educacional de qualidade na internet.
 
Compartilhe:Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Mídia Online e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *