Internet deve superar R$ 3 bilhões em 2011 com publicidade, diz IAB Brasil

Instituto passa a incluir links patrocinados no bolo total de investimento publicitário.

São Paulo – O IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau Brasil) apresentou nesta terça-feira (26) uma revisão dos números para a internet. Até então, a entidade computava apenas os dados referentes à display, mas, a partir de agora, passa a contabilizar também o volume destinado aos principais buscadores no Brasil: Ask, Bing, Buscapé, Google e Yahoo!. Segundo a entidade, a estimativa é que os buscadores representem 50% dos investimentos online, enquanto a área de display representaria os outros 50%.

Com a revisão, a internet saltaria dos atuais R$ 1,5 bilhão em faturamento para R$ 3,04 bilhões e passaria a representar 10% do bolo publicitário já em 2011, considerando a estimativa de crescimento para este ano de 25% em faturamento, frente ao ano passado.
“Esse dado muda o entendimento e mostra que o mercado é maior que o até então reportado. Como a área de buscadores representa parcela significativa, acreditamos ser oportuno divulgar”, explica Fábio Coelho, presidente do IAB Brasil.

Como os sites de busca não reportam seus dados à organização, o IAB chegou à estimativa a partir de conversas com agências e anunciantes e análise do montante que esses destinam ao meio online.
“O número estimado é balizado com o investimento de agências e com a análise de países semelhantes ao Brasil. Não há metodologia aferindo isso, mas conversa com o mercado”, esclarece Marcelo Prais, vice-presidente de agências do IAB. Mas, ao incluir os buscadores, o IAB revisa também a previsão da Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), que estima crescimento de 10% para o mercado publicitário neste ano, com previsão de chegar a RS 28,8 bilhões.

Ao considerar o setor de buscas, o bolo salta para R$ 30,357 bilhões. Na visão do IAB, esse número é o que melhor representaria a realidade do mercado brasileiro.
"O que fazemos é tirar uma foto da realidade. O share da internet não passou de 4% [em 2010] para 10% [estimativa considerando buscadores]. É uma readequação”, resume Marcos Swarowsky, vice-presidente de veículos do IAB.

Fórmula antiga
Sem considerar o setor de buscas, o meio online fechou o último ano com 4,64% de participação do bolo publicitário e somou R$ 1,2 bilhão em faturamento.
Ainda dentro dessa margem, a expectativa é de que chegue a 5,3% em 2011 e feche o ano com faturamento de R$ 1,5 bilhão em display, um crescimento de 25% no comparado com o ano passado.

Fonte: Portal Exame Abril

Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Geral, Mídia Online e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *