O que você deve saber antes de comprar um iPhone 5 no exterior

Já disponível em 30 países, novo smartphone da Apple só deve chegar ao Brasil no final do ano. Saiba se vale a pena comprar fora do país. 

Com o anúncio do iPhone 5, que chegou às lojas no dia 21/9 nos Estados Unidos, muita gente que costuma viajar ao exterior ou tem amigos que vão para lá já começou a pensar em trazer um na mala (ou a literalmente fazer isso). 
 
Mas vale a pena comprar um iPhone 5 fora do Brasil? Vai funcionar por aqui? Confira estas e outras repostas abaixo.

Quando ele vai ser lançado? 
Atualmente, o iPhone 5 já está disponível em 31 países. 

Primeiro o aparelho chegou a nove nações em 21/9: EUA, Reino Unido, Austrália, Alemanha, França, Canadá, Hong Kong, Cingapura, e Japão.
 
Algumas semanas depois foi a vez de outros 22 países: Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Hungria, Irlanda, Itália, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Polônia Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia e Suíça.
 
E quando chega ao Brasil?
O lançamento no Brasil deve acontecer até o final do ano, assim como foi com o 4S em 2011 (chegou às lojas do país em 16/12 após ser lançado nos EUA). A homologação da Anatel, necessária para o lançamento, já foi publicada pela agência no início de outubro.
 
Quanto o iPhone 5 custa nos EUA? 
Os preços do novo aparelho estão na mesma faixa do que foi cobrado no lançamento do modelo anterior: a partir de 199 dólares, mas isso é para contratos de dois anos com a operadora. 
 
Apesar de ter sido divulgado o contrário na época do lançamento, a versão desbloqueada da Apple já pode ser encontrada no país, segundo relatos de usuários. E os preços são os mesmos preços cobrados pelo iPhone 4S em 2011: 650 dólares para o modelo de 16GB, 750 dólares para 32GB e 850 dólares para 64GB.
 
E o preço no Brasil?
No Brasil, ele deve ocupar a mesma faixa de preço cobrado atualmente pelo iPhone 4S, em que o modelo desbloqueado de entrada com 16GB custa a partir de 2 mil reais na loja online da Apple – que atualmente só vende essa versão. 
 
Mas vale lembrar que, por aqui, esse número varia muito, de acordo com o pacote e os bônus que o cliente tem com a sua operadora.  

 

O iPhone 5 comprado no exterior funciona aqui?
A versão desbloqueada (sem contrato de fidelidade) do aparelho funciona sem problemas em redes GSM, padrão no Brasil. Ela já pode ser encontrada em países da Europa, como Inglaterra e França. 
 
É sempre importante perguntar de forma clara na loja em que você vai comprar o aparelho se ele realmente não possui bloqueio de operadora. Isso porque às vezes esse desbloqueio pode sair caro, dependendo do país e da operadora.
 
Fontes da Macworld Brasil, que não querem se identificar, conseguiram comprar o iPhone 5 nos EUA. Comprados na rede BestBuy, os aparelhos não tinham contrato com operadora, mas traziam bloqueio (da AT&T, no caso). É possível desbloquear o aparelho pagando entre 10 e 20 dólares pelo “serviço” na Internet. Segundo nossos entrevistados, os preços dessa versão começavam em 699 dólares, para o modelo de 16GB, e chegavam a 899 dólares para o top de linha, com 64GB de armazenamento.
 
O iPhone 5 está realmente em falta?
Nos EUA, por exemplo, está difícil encontrar o aparelho. No site da Apple, o tempo de envio varia entre 3 e 4 semanas. Fontes que estiveram no país há pouco afirmam que é preciso chegar cedo nas Apple Stores para ter alguma chance de encontrar o aparelho. Outra saída é buscar revendas autorizadas, como a Best Buy.
 
E o tão falado recurso Siri já funciona por aqui?
Ainda não, os brasileiros que querem usar o assistente pessoal controlado por voz do iPhone 4S, iPhone 5, novo iPad e iPod Touch 5G, precisam usar outros idiomas, como inglês ou espanhol.
 
A conexão 4G do aparelho vai funcionar no Brasil?
Não, o iPhone 5 utiliza frequências diferentes daquelas que serão adotadas no Brasil a partir de 2013 – mesmo o modelo nacional ficará sem o recurso, pelo menos inicialmente, de acordo com o documento de homologação da Anatel.
 
Ele usa o mesmo chip do iPhone 4S?
Não, o iPhone 5 usa um novo padrão de chip, chamado nano-SIM, que é menor que o micro-SIM, usado no iPhone 4 e 4S e em todos os iPads. O nano-SIM já é vendido no Brasil pela Vivo (por 15 reais). 
 
Além disso, para quem não quer gastar com um novo chip há uma gambiarra que resolve o problema. É possível cortar o seu micro-SIM para transformá-lo em um nano-SIM. Em testes da Macworld Brasil, usando um cortador especial, o processo foi rápido e o “novo” chip funcionou normalmente no iPhone 5.
 
E a garantia, vale para o Brasil?
Vale sim, desde o início deste ano a garantia internacional do iPhone inclui o Brasil, onde os usuários podem entrar em contato a assistência técnica autorizada da Apple pelo site da empresa ou pelo telefone 0800-761-0880. 

Em qual país ele é mais barato? 
Os Estados Unidos costumam ter o iPhone mais acessível. Mas lembre-se: o preço com plano de fidelidade cobrado nos EUA e o preço sem contrato são bem diferentes (cerca de 800 dólares, no caso do iPhone 5 “sem contrato”, por exemplo).
 
Nos EUA, o modelo “sem contrato” que alguns usuários conseguiram comprar (conforme relatado acima) tem preço começando em 700 dólares (cerca de 1.400 reais), nos modelos de 16GB – adicione 100 dólares para cada versão acima. 
 
Na Inglaterra, o aparelho custa a partir de 530 libras (modelo de 16GB), o que dá um pouco mais de 1.700 reais.
 
Afinal, vale a pena comprar o iPhone 5 no exterior?
Quanto ao valor cobrado, sai mais barato, mas isso depende de onde você comprar e até do preço do dólar, atualmente na casa dos dois reais.
 
Se ele custar 650 dólares desbloqueado nos EUA, por exemplo, com a moeda cotada a 2 reais, sairá por mais de 1.300 reais, bem abaixo do que é cobrado no Brasil pelo iPhone 5S, por exemplo. Na Europa, a economia é menor por causa do euro, mas é mais em conta do que comprar em sites de leilão, como o Mercado Livre, em que os anúncios começam na casa dos 3 mil reais.
 
Dependendo do que você tiver de bônus e do plano com a operadora, pode valer a pena esperar e comprar no Brasil, caso você não tenha pressa.
E quanto ao limite para compras no exterior?
A Instrução Normativa 1059, que fala sobre as regras de bagagem vinda do exterior, permite trazer celulares (como o iPhone), câmeras fotográficas e players como o iPod livre de impostos, desde que o usuário consiga provar que adquiriu este produto para uso pessoal.
 
E o mais importante, vale a pena comprar o iPhone 5?
O iPhone 5 é um ótimo aparelho, com tela maior de 4 polegadas, processador A6 mais rápido, design mais leve e fino, melhorias na captura de fotos, entre outras novidades.
 
Se você tem um iPhone 4S, nossa opinião é que só vale a pena mudar se você é realmente um aficionado pelos produtos da Apple e precisa ter os últimos lançamentos. Senão, vale a “regra” de sempre esperar uma geração para fazer o upgrade.
 
Para quem tem um iPhone 4 ou 3GS até, a troca com certeza vale a pena, principalmente por causa da tela maior e do processador A6 que deixa tudo muito mais rápido, especialmente em comparação a esses modelos mais antigos.
 
Fonte: idgnow.uol.com.br

 

Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Geral e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *