Os 10 Maiores Mitos em Redes Sociais

  Segundo a Wikipedia, O termo “mito” é, por vezes, utilizado de forma pejorativa para se referir às crenças comuns (consideradas sem fundamento objetivo ou científico, e vistas apenas como histórias de um universo puramente maravilhoso) de diversas comunidades. 

Todos os mitos geralmente são baseados numa verdade não discutível. Como todas as áreas, as mídias sociais já criaram sus próprios mitos e lendas. Este post procura mostrar os maiores mitos criados em cima das redes sociais.

1. Redes Sociais são uma grande bagunça

Para quem está entrando a primeira vez em uma rede social, pode parecer que trata-se de um monte de pessoas com megafones gritando e disputando atenção. Mas se você realmente sabe o que está fazendo, a mídia social pode ser um megafone muito eficaz e rentável.
 
Por exemplo, concursos, sorteios e brindes são um grande gancho e pode ser muito eficaz quando usado em conjunto com meios de comunicação social. Quer saber o que mais é muito eficaz? Geração de bom conteúdo. Se você tiver um grande artigo ou vídeo em seu site que tem valor educacional e/ou de entretenimento e compartilhá-lo com outras pessoas no Facebook, Twitter ou LinkedIn, ela tem o potencial de se tornar viral e pode lhe dar o tipo de dinheiro e ainda uma exposição valiosa incapaz de se comprar.
 
2. Você tem que estar em todas  as redes sociais
 
Que grande besteira! Você pode estar em todas as redes sociais no mundo, mas se você não usar nenhuma delas de forma eficaz e maximizar o seu potencial, é melhor não estar em nenhuma delas. Não, definitivamente não é o número de redes sociais em que você está que importa e sim como você efetivamente está usando-as que é importante.
 
Meu conselho: foco em uma rede social apenas. Maximizar o potencial de cada rede, antes de passar para a próxima. 
 
3. Qualquer um pode ter sucesso em Mídias Sociais
 
Uma das coisas que mais gosto de fazer é assistir um jogo de futebol bem jogado. Logicamente assisto mais jogos de meu time do coração. Mas várias vezes assisto sem ver o tempo passar jogos de times estrangeiros que possuem um verdadeiro esquadrão, como Barcelona, Milan, Real Madrid. Fico fascinado com os dribles, grandes jogadas, gols. Mas eu nunca poderia ser um jogador de futebol profissional. Eu simplesmente não tenho aptidão para isso. Jogadores tem uma excelente forma física e, francamente, não estou no às de minha forma.
 
O mesmo pode ser dito sobre a mídia social. Apesar de quão fácil os “craques” podem fazer parecer, nem todo mundo tem a aptidão mental para a mídia social. E enquanto isso pode ser uma pílula amarga e difícil de engolir para muitos de vocês que estão lendo isto, é também um fato. Nem todo mundo tem desenvolvida todas as aptidões mentais, físicas ou psicológicas para ter sucesso nas mais diversas atividades, como a mídia social. Essa é apenas a maneira como as coisas são.
 
4. As Redes Sociais substituirão os acordos e reuniões presenciais
 
Um absurdo! As pessoas sempre têm e sempre vão preferir o “tete-a-tete” sobre todas as outras formas de negociação. Está no nosso DNA. É por isso que organizações e sindicatos existem fisicamente e nada mostra que acabarão.
 
A rede on-line tem suas vantagens – a conveniência o mais óbvio. Mas nunca vai substituir a necessidade de interação humana e a boa negociação olho-a-olho.
 
5. Mídia Social pode substituir o seu site/blog
 
Eu estou surpreso com quantas pessoas existem no Facebook, Twitter, LinkedIn e outras redes sociais que não têm um site – nem mesmo um blog. Eu acho que isso é um erro por inúmeras razões.
 
Primeiro de tudo, os motores de busca. Você acha que escrevendo um belo artigo, uma bela opinião sobre determinado assunto no Facebook, ele estará indexado no Google? Você acompanha notícias? Vê a guerra velada entre as duas empresas? Então saiba que isto não vai acontecer. E ainda: mesmo quando você pode ter um perfil agradável em várias redes sociais, não é o mesmo que ter conteúdo exclusivo no seu website.
 
Além disso, você tem controle total sobre o conteúdo de seu site, ao contrário de perfis em redes sociais, que são limitados e têm orientações a usuário, podendo inclusive bloquear e deletar TODO o seu conteúdo, se estiver contra as diretrizes. Contata-se ainda que é muito mais fácil construir sua marca, se você tem um site. Pense sobre isso.
 
6. Blogar não funciona
 
Acompanhe meu artigo na edição número 2 da Revista Blogosfera – É a hora certa para pensar em ser um Problogger? e verá que isso não é verdade. Como qualquer ferramenta de marketing, um blog tem que ser devidamente executado. 
 
Quando se trata de blogs, a primeira coisa que você precisa descobrir é, você está fazendo isso por diversão ou para o lucro? Há uma diferença enorme. Se você está fazendo isso por diversão, você não precisa levar a sério os blogs. Você pode brincar com ele e postar em seu lazer sem nenhuma pressão para gerar renda.
 
Por outro lado, se você está blogando para fins lucrativos, você tem que levar o blog muito mais a sério. Você tem que tratá-lo como um negócio, porque é exatamente o que é – um negócio. Isso significa que você tem que postar com frequência e atualizar o seu conteúdo regularmente para manter os visitantes e fazer com que voltem. Também significa que você tem que descobrir uma forma eficaz de rentabilizar o seu site.
 
Por exemplo, em vez de rentabilizar o seu blog usando programas Adsense, afiliados ou banners, por que não usar todas as habilidades que você tem para criar um produto ou serviço para rentabilizar o seu blog? Dessa forma, em vez de obter uma fatia do lucro, você consegue manter todo o bolo!
 
7. Você não pode medir o ROI com a mídia social
 
Isso só é verdade se você é inexperiente e não sabe o que você está fazendo. No entanto, os profissionais facilmente acompanham e medem o seu ROI de mídia social, utilizando software de análise como o Google Analytics. O ”GA” lhe permitirá, por exemplo, rastrear os visitantes vindos de redes sociais e as ações que eles tomaram. Você pode fazer isso através da criação de “metas” no Google Analytics para ver quais links geram mais atividade.
 
Você ficaria surpreso com o número de ações sofisticadas que o GA pode executar. E de forma gratuita! Tudo que você tem a fazer é tomar algum tempo para estudar os tutoriais para ver o que é possível com GA. Afinal de contas, é isso que um profissional faz.
 
8. Social Media é demorado
 
Bem, isso depende do indivíduo e de quão disciplinado que ele ou ela é. Eu gasto menos de 15 minutos por dia combinado no Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube – mas eu tento ser muito disciplinado. Eu faço o que eu preciso fazer nesses sites e depois eu não volto lá!
 
É tudo sobre ser disciplinado. 
 
9. Social Media não é certo para seu tipo de negócio
 
Bem, vamos examinar essa afirmação não é? Seu negócio precisa gerar novas oportunidades? Trânsito? Construir a sua marca? Fortalecer seus esforços de SEO? Oferecer suporte ao cliente? Dar a seus clientes uma plataforma para oferecer comentários e sugestões em tempo real?
 
Se você respondeu sim a uma ou mais dessas perguntas, a mídia social é o local certo para seu negócio.
 
10. Crie uma página de perfil apenas para que outros não usem sua marca
 
Você sabe o que acontece se você criar uma página de perfil em uma rede social e não promovê-lo? Nada. Absolutamente nada vai acontecer.
 
Infelizmente, as empresas acham que todos eles têm de criar uma página de perfil em várias redes sociais e de alguma forma as pessoas vão magicamente aparecer em sua porta, elogiá-los e gastar mais dinheiro com elas. Desculpe, simplesmente não funciona dessa maneira. 
 
Criação de um perfil é apenas o primeiro passo. Você tem que promover constantemente o seu perfil e participar ativamente das redes sociais a que pertence.
 
Fonte: Portal Negocioseo
Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Tumblr0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone
Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *